Escleroterapia – Preço, Tipos, Cuidados

Tipos, Preço e Cuidados da Escleroterapia

Escleroterapia

Escletorapia é uma forma de tratamento conhecida por muitas pessoas como “aplicação”. A técnica é destinada à eliminação de pequenos vasinhos não saudáveis. Durante o procedimento um líquido hiper concentrado e esclerosante é aplicado através de mini agulhas dentro dos vasos. Este líquido possui a capacidade de modificar as células locais e de promover o desaparecimento das telangiectasias. Quando o fluído entra na circulação sanguínea sofre uma diluição. Com isto, grande parte do seu efeito é perdida. A escleroterapia é um método eficaz desde que os vasos acometidos não estejam ligados às veias varicosas. Havendo varizes na região, estas devem ser tratadas com intervenções cirúrgicas. No entanto, é imprescindível o aconselhamento de um bom cirurgião antes da tomada da decisão. Para que os resultados sejam positivos é preciso realizar mais de uma sessão de escleroterapia. Após o procedimento, o dia pode seguir como de costume. Entrentanto, é preciso seguir à risca as orientações médicas, de forma a evitar transtornos. Somente o profissional pode dizer quando voltar a praticar esportes ou a outros afazeres que exijam esforço. Esta técnica é indicada sempre que houver a presença de microvarizes ou de telangiectasias na região. A escleroterapia não é considerada um tratamento cirúrgico, portanto, ela é de rápida recuperação e pouco invasiva. Através da injeção do fluído no local vai ocorrendo uma melhora do quadro, devido ao efeito de inflamação e constrição. As microvarizes surgem por causa de uma série de fatores. Alterações hormonais e até mesmo hábitos de vida podem influir neste sentido. Elas acomentem tanto homens quanto mulheres, sendo mais comum em pessoas com idade avançada. O tratamento feito com laser é um pouco mais caro do que o químico. Cada sessão tem o preço em média, R$ 550,00 com laser e R$ 200,00 com química. Este método não é cirúrgico, portanto, é pouco invasivo. A escleroterapia pode ser feita em consultórios, através de uma técnica que consiste na injeção de fluídos nas veias. Os vasos que recebem o líquido sofrem da ação esclerosante. Com isto o fluxo sanguíneo fica interrompido. As veias doentes não precisam existir para que haja circulação, pois o sangue pode escolher um melhor caminho para seguir. O fluído promove uma inflamação no local e então um endurecimento no vaso, levando à obstrução da passagem. A escleroterapia somente será eficaz caso os vasos envolvidos não estejam ligados a veias varicosas. Nestas situações outras medidas devem ser tomadas.

 

Mais Dicas Femininas 2018



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *